sábado, agosto 25, 2012

IAB-RS- 05 de Setembro 2012


Galeria Espaço IAB
Galeria de Arte do Instituto de Arquitetos do Brasil
- RS
Páginas
exposições
1966
>> 2012

artistas
agenda
2012

contato




galeria Espaço IABInstituto de Arquitetos do Brasil Centro
Cultural do IAB RSGal. Canabarro, 363,
esq. RiachueloCentro Histórico I Porto
Alegre I BrasilcuradoriaAdriana XaplinVinicius Vieira
_______________________________________________
PRÓXIMAS EXPOSIÇÕES
Liana Timm. "Outro(s) de Mim" -
Sala Negra Alenyr Avila. "Pinturas Tecidas"
- Sala
Anexa Bando de Barro. "Nanocerâmica" -
Sala do
Arco
abertura: 5 de
setembro, às 19h30min
visitação: 6
setembro a 5 de outubro, das 14 às 20h_______________________________________________OUTRO(S)
DE MIM LIANA TIMM
sala
negra

A mostra foi idealizada como um site
specific para a sala negra do IAB RS. As obras em arte digital, os vídeos e
as intervenções poéticas giram em torno das identidades múltiplas que nos
habitam. Nossa diversidade, poço sem fundo de uma intimidade suspensa, nos
escapa e indaga quem somos ou quantos somos. Mas a importância da resposta se
apaga na busca. Uma riqueza de interesses toma lugar e emerge outra
interrogação: Quem mais podemos libertar em nós ? Mario de Andrade dizia ser
apenas trezentos e cinquenta, o mais ele desprezava. OUTRO(S) DE MIM é um
exercício gangorra: desconhecer, conhecer, reconhecer o enigma que nos
constitui. É o espaço vazio que ultrapassa qualquer interrogação e atinge uma
estética atemporal sem passado, presente e futuro. Um lugar novo, porta em si,
jamais capturado. Um salto para o poético de cada
instante. Intervenções poéticas: Lenira Fleck, Liana Timm e
Graça Nunes (direção) ______________________________________________
PINTURAS
TECIDAS ALENYR ÁVILA
sala
anexa
O trabalho de Alenyr
Ávila é composto de pinturas que poderíamos tentar enquadrar dentro de
movimentos como o Abstrato Geométrico ou o Neo-construtivismo Abstrato, ou ainda
em uma proposta de desmaterialização da matéria. Entretanto o que podemos
afirmar é que se trata de uma nova série de pinturas em que transparece uma bela
tecelagem de planos e cores, em um jogo rítmico muito particular. O processo de
criação da artista passa por diversas etapas: primeiro, a paciente pintura das
superfícies; depois vêm os cortes, a dilaceração completa do plano pictórico,
reduzido a um amontoado de tiras multicores; por último, a recostrução, um
trabalho incessante de entrelaçamentos coloridos, tecendo novas relações de
espaço. Ao buscar a linguagem da trama, Alenyr consegue a terceira dimensão, não
a de caráter ilusório, como em qualquer obra pictórica, mas a real. O resultado
é uma pintura repleta de sombras 'clandestinas', que enriquecem o conjunto. A
obra de Alenyr nos proporciona um desses encontros reflexivos com a Arte que se
dá no cruzamento de dois momentos: o do encerramento de seu processo de criação
com a nossa subsequete investigação do seu significado.______________________________________________
NANOCERÂMICA BANDO DE
BARRO sala do
arco
O Coletivo de Arte
Bando de Barro apresenta a exposição Nanocerâmica 1° Edição, com obras em
cerâmica de pequenas dimensões, realizadas por doze artistas. Participam da
mostra: Alexandra Eckert, Antônio Augusto Bueno, Cinthia Sfoggia, Cláudia
Flores, Eduardo Rick Martins, Lorena Steiner, Maryl Rodrigues, Rodi Núñez,
Sabrina Blaschke, Silvia Argemi, Tamir Farina e Tereza Mello. O coletivo
constitui-se de professores e de ex-professores do Instituto de Artes da UFRGS,
da Feevale e Ulbra, de alunos e ex-alunos, pessoas interessadas em cerâmica.
Segundo Ana Flores, "o Bando de Barro é amorfo (os integrantes são
inconstantes), volátil e instável (os errantes vão e voltam) e, as vezes, ocioso
(quando não temos vontade de fazer nada). O Bando não tem sede real ou virtual,
mas sobrevive na nossa imaginação e acontece quando dá aquela vontade de
trabalhar. Inicialmente formado por ceramistas, está sempre aberto a propostas
marginais ou institucionais, desde que sejam ligeiramente decentes."